Tudo o que Você Precisa Saber Sobre o Câncer de Mama: Entrevista com o Dr. Fernando Amato

Tudo o que Você Precisa Saber Sobre o Câncer de Mama: Entrevista com o Dr. Fernando Amato

O câncer de mama é uma preocupação importante para as mulheres e suas famílias, e a detecção precoce e o tratamento adequado são vitais para enfrentar esse desafio de saúde. O Dr. Fernando Amato, especialista no assunto,  gentilmente compartilhou seu conhecimento sobre métodos de detecção, tratamentos, reconstrução mamária e a importância do Outubro Rosa.

Lu: Dr, Fernando, o câncer de mama é o câncer mais comum entre as mulheres. Quais são os métodos de detecção recomendados para as mulheres e com que frequência eles devem ser realizados?

Dr. Fernando: A mamografia é considerada o método padrão para a detecção precoce do câncer de mama. É recomendado que mulheres com mais de 40 anos façam mamografias regularmente, seguindo a orientação médica e considerando seu histórico familiar. A frequência pode variar, podendo ser anual ou a cada dois anos, de acordo com a avaliação médica.

Lu: Como as mulheres podem cuidar da saúde de suas mamas e reduzir os riscos de câncer de mama em sua vida cotidiana? Existem medidas preventivas que podem ser adotadas?

Dr. Fernando: É fundamental que as mulheres adotem um estilo de vida saudável como parte de seus cuidados preventivos. Isso inclui manter uma dieta equilibrada, praticar exercícios regulares, evitar o consumo excessivo de álcool e, claro, não fumar. Essas medidas ajudam a reduzir os riscos não apenas de câncer de mama, mas de outras condições de saúde. Além disso, é importante realizar o autoexame das mamas regularmente e agendar check-ups médicos periódicos. A detecção precoce desempenha um papel crucial na prevenção e tratamento eficaz do câncer de mama.

Lu: A mastectomia costumava ser a abordagem padrão no tratamento do câncer de mama, mas agora estamos vendo uma tendência em direção a tratamentos menos invasivos. Pode nos falar sobre essas mudanças e como elas impactam a qualidade de vida das pacientes?

Dr. Fernando: Com certeza. Atualmente, temos observado uma evolução nas abordagens de tratamento do câncer de mama. Anteriormente a mastectomia era o procedimento padrão, agora muitas pacientes podem se beneficiar de cirurgias conservadoras da mama, nas quais apenas o tumor é removido, preservando a mama. Essas abordagens menos invasivas têm um impacto significativo na qualidade de vida das pacientes. Elas proporcionam resultados estéticos melhores e menos impacto psicológico. As pacientes podem manter sua integridade corporal e autoestima, o que é fundamental para o bem-estar emocional durante o processo de tratamento. No entanto, a escolha da abordagem depende das características individuais do tumor e da paciente, e é importante discutir as opções com a equipe médica para determinar a melhor estratégia para cada caso.

Lu: Existe alguma relação comprovada entre próteses de silicone e um maior risco de desenvolver câncer de mama? Como as mulheres com implantes de silicone devem abordar a mamografia?

Dr. Fernando: Não há evidências de que os implantes mamários de silicone aumentem o risco de câncer de mama. No entanto, a mamografia pode ser mais desafiadora em mulheres com implantes, e imagens adicionais ou ultrassom podem ser necessárias.

Lu: Para as pacientes que passaram por tratamento para o câncer de mama, a reconstrução mamária na mesma cirurgia de tratamento é uma opção viável? Quais fatores devem ser considerados ao tomar essa decisão?

Dr. Fernando: Sim, a reconstrução mamária imediata é uma opção viável para muitas mulheres que passaram por tratamento para o câncer de mama. A viabilidade dessa abordagem depende das condições clínicas da paciente, do desejo de realizar a reconstrução e da complexidade da cirurgia de tratamento do câncer. É importante que a paciente discuta suas opções com uma equipe de profissionais de saúde, incluindo o cirurgião oncológico e o cirurgião plástico, para determinar a melhor estratégia de tratamento que atenda às suas necessidades e desejos. A reconstrução mamária imediata pode oferecer benefícios significativos, incluindo resultados estéticos e emocionais positivos, e é uma opção a ser considerada com cuidado.

Lu: Muitas mulheres têm planos de saúde ou convênios médicos. Como a cobertura para cirurgias de reconstrução de mama é abordada por esses planos e seguros de saúde? Quais são as obrigações legais nesse sentido?

Dr. Fernando: Os planos de saúde têm a obrigação de oferecer cobertura para cirurgias de reconstrução mamária após a mastectomia, e isso abrange não apenas a reconstrução em si, mas também a simetrização da mama oposta, garantindo que a paciente se sinta confortável e confiante. Além disso, esses planos devem cobrir o uso de materiais especiais, como a prótese de silicone, quando necessário. É fundamental que as pacientes estejam cientes dos seus direitos nesse sentido e busquem o apoio de profissionais de saúde e advogados, se necessário, para garantir que recebam o tratamento adequado e justo de acordo com a lei.

Lu: Como a sua experiência como cirurgião plástico tem influenciado a sua abordagem ao tratar pacientes com câncer de mama? Quais são os principais desafios e recompensas desse trabalho?

Dr. Fernando: Empatia com pacientes em momentos mais fragilizados ajudando a reconstruir a autoestima.

Lu: Além do tratamento cirúrgico, quais outras opções de tratamento estão disponíveis para pacientes com câncer de mama? Como a abordagem multidisciplinar desempenha um papel importante no tratamento bem-sucedido?

Dr. Fernando: Para o tratamento do câncer de mama, a medicina moderna oferece várias opções terapêuticas. Além das cirurgias, a quimioterapia, a radioterapia, a terapia hormonal e a terapia alvo desempenham papéis essenciais. O que é fundamental entender é que o câncer de mama é uma batalha que requer uma abordagem multidisciplinar, na qual vários especialistas se unem para proporcionar o melhor cuidado possível.  Psicólogos fornecem suporte emocional durante esse período desafiador. Nutricionistas desempenham um papel crucial na orientação sobre como manter a saúde e a nutrição durante o tratamento. Fisioterapeutas auxiliam na recuperação da mobilidade e bem-estar físico. A equipe de enfermagem, com sua dedicação e cuidado, é um pilar fundamental em toda a jornada de tratamento. Ou seja, é  importante  apoiar a pessoa como um todo, com todas as suas necessidades físicas, emocionais e mentais.

Lu: Outubro é o mês de conscientização sobre o câncer de mama, conhecido como Outubro Rosa. Quais são as mensagens e informações mais importantes que você gostaria de transmitir às mulheres durante este mês?

Dr. Fernando: Conscientização e detecção precoce são, sem dúvida, elementos cruciais na luta contra o câncer de mama. Através do poder da informação e do apoio, podemos fazer a diferença na vida de tantas mulheres. Meu apelo é simples: incentive e apoie as mulheres ao seu redor a priorizarem sua saúde. Incentive-as a realizar exames regulares e a adotar um estilo de vida saudável. Seja um farol de apoio e conhecimento, compartilhe recursos, e ajude a diminuir o estigma que às vezes está associado ao câncer de mama. Juntos, podemos criar uma rede de cuidado, compreensão e solidariedade que fará a diferença na vida das pessoas.

Lu: Qual é a relevância das campanhas de conscientização, como o Outubro Rosa, na luta contra o câncer de mama e na promoção da saúde das mulheres?

Dr. Fernando: Campanhas como o Outubro Rosa desempenham um papel absolutamente fundamental na conscientização sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama. Através da disseminação de informações, eventos educacionais e apoio às mulheres, essas campanhas têm o poder de oferecer às pacientes a oportunidade de diagnósticos mais precoces, abrindo portas para tratamentos mais eficazes e, em última instância, salvando vidas. Não podemos subestimar o impacto positivo que essa mobilização coletiva tem na diminuição da mortalidade relacionada ao câncer de mama, fornecendo às mulheres a coragem e os recursos necessários para enfrentar essa batalha com mais força e esperança. 

Em nome de todos os nossos leitores, gostaríamos de expressar nossa mais profunda gratidão ao Dr. Fernando por compartilhar sua sabedoria e experiência nesta entrevista esclarecedora. Suas respostas forneceram informações valiosas sobre o câncer de mama, e esperamos que isso ajude muitas mulheres a entenderem melhor o que podem fazer para proteger sua saúde. Sua dedicação à medicina e ao bem-estar das pacientes é verdadeiramente louvável. Obrigado, Dr. Fernando, por seu comprometimento e por ser uma fonte de esperança e orientação para aqueles que enfrentam desafios relacionados ao câncer de mama. Seu trabalho é inestimável e apreciamos profundamente sua contribuição para a saúde das mulheres.

Lu Leal

Formada em Comunicação Social, atuou na produção do Programa “A Bahia Que a Gente Gosta”, da Record Bahia, foi apresentadora da TV Salvador e hoje mergulha de cabeça no universo da cultura nordestina como produtora de Del Feliz, artista que leva as riquezas e diversidade do Nordeste para o mundo. Baiana, intensa, inquieta e sensível, Lu adora aqueles finais clichês que nos fazem sorrir. Valoriza mais o “ser” do que o “ter”. Deixa qualquer programa para ver o pôr do sol ou apreciar a lua. Não consegue viver sem cachorro e chocolate. Ama música e define a sua vida como uma constante trilha sonora. Ávida por novos desafios, está sempre pronta para mudar. Essa é Lu Leal, uma escorpiana que adora viagens, livros e teatro. Paixões essas, que rendem excelentes pautas. Siga @lulealnews

2 Comments

  1. Avatar
    Jairo Barboza
    27 de outubro de 2023 at 19:20 Reply

    Quão esclarecedor é relevante a matéria. Parabéns à amiga Lu Leal e ao Dr. Fernando pelo cuidado com um assunto tão importante e que merece atenção de todas as mulheres.

  2. Avatar
    Tati Fernandes
    27 de outubro de 2023 at 23:14 Reply

    A prevenção é sempre o melhor remédio. Ainda mais com um assunto tão importante! Parabéns pela matéria

Leave a Reply